Jornal Médico Grande Público

Medicamentos: mais acessíveis e com menor preço em seis anos
DATA
23/02/2018 12:22:30
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Medicamentos: mais acessíveis e com menor preço em seis anos

Os cidadãos portugueses estão a utilizar mais medicamentos: em 2017, adquiriram mais 1,4 milhões de embalagens de medicamentos nas farmácias face a 2016, tendo sido dispensadas 157 milhões no total, o maior volume dos últimos cinco anos.

O valor suportado pelo cidadão em cada embalagem baixou 1,27 cêntimos nos últimos seis anos (menos 22%), sendo que o encargo médio por embalagem foi de 4,44 euros (menos três cêntimos) em 2017, revelou hoje o Infarmed em comunicado, no entanto, refere, “a fatura global oscilou apenas 0,3% face ao período homólogo, para 699 milhões de euros”.

Simultaneamente, a despesa total com medicamentos nas farmácias atingiu quase dois mil milhões de euros, dos quais 1.213,5 milhões de euros são encargos do Serviço Nacional de Saúde, que registou um aumento de 23,7 milhões de euros (0,2%), fruto da disponibilização de mais medicamentos inovadores e de um aumento da dispensa de medicamentos.

O Infarmed destaca, ainda, o aumento da quota de medicamentos genéricos, que alcançou 47,9% só no mês de dezembro.

Por outro lado, de acordo com a informação disponibilizada, deu-se uma redução generalizada de 3% do tratamento com antibióticos.

Relatório Primavera: verdades e consequências
Editorial
Rui Nogueira
Relatório Primavera: verdades e consequências

“Ó Costa aguenta lá o SNS” foi o pedido de António Arnaut em maio do ano passado, poucos dias antes de nos deixar. Mas o estado da saúde em Portugal está mal ou bem ou vai indo? Está melhor ou pior? O SNS dá as respostas úteis às necessidades de saúde da população? O Relatório de Primavera ajuda a fazer interpretações fundamentadas.

news events box

Mais lidas