Unidade Móvel de Radiorrastreio com tecnologia “de ponta” inaugurada amanhã

A Unidade Móvel de Radiorrastreio (UMR) da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) vai ser inaugurada por Fernando Araújo, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, pelas 15 horas de amanhã, no Centro de Saúde de Almeirim.

Esta viatura, adquirida com fundos europeus no valor de 685 mil euros, vai rastrear prioritariamente a população-alvo do ACES da Lezíria – que no total abrange cerca de 200 mil utentes – e do concelho da Azambuja – com cerca de 6 mil habitantes –, revelou a ARSLVT em comunicado.

“Dotada de equipamento de Radiologia Convencional Digital Direto, esta UMR é a mais sofisticada do país, possuindo a melhor tecnologia ‘de ponta’ da Europa. Permite uma maior acuidade e mais rápida assunção dos diagnósticos, o que permite antecipar o início da terapêutica e a monitorização, bem como reduzir o risco da doença e a sua eventual transmissão. O raio-x é gerado imediatamente após a realização do exame e enviado em suporte digital para o radiologista e médicos do Centro de Diagnóstico Pneumológico. Posteriormente é remetido para o clínico que acompanha o utente”, pode ler-se na nota emitida.

A cerimónia em Almeirim contempla ainda a entrega de seis viaturas ao ACES Lezíria, que ficarão alocadas às unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Almeirim e Santarém, às unidades de Saúde Familiar (USF) Alviela, Almeida Garrett, Planalto, S. Domingos, Foral Novo e Vale do Sorraia, à Equipa Comunitária de Cuidados Paliativos e à Equipa de Saúde Pública do ACES Lezíria, e às unidades de Cuidados Continuados (UCC) Almeirim/Alpiarça e de Salvaterra de Magos.

Também aqui as viaturas foram financiadas por fundos europeus, no valor de 150.000€, de acordo com a ARSLVT.  

A visita do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde ao ACES Lezíria terminará com a ida ao Centro de Saúde de Alpiarça, onde irá inaugurar a Unidade de Saúde Familiar com o nome da localidade.

A USF Alpiarça começou a funcionar em dezembro de 2017 em instalações renovadas e possui 6.742 utentes inscritos, distribuídos pelas listas de quatro médicos de família.

Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas