SPC congratula Grupo de Trabalho dedicado à Insuficiência Cardíaca
DATA
22/05/2018 14:55:58
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



SPC congratula Grupo de Trabalho dedicado à Insuficiência Cardíaca

O gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde publicou, em Diário da República, a criação de um Grupo de Trabalho dedicado à prevenção e tratamento da Insuficiência Cardíaca no nosso país.

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) fez questão de congratular esta iniciativa do Governo, através de um comunicado enviado às redações.

“A SPC saúda a criação do Grupo de Trabalho para Insuficiência Cardíaca e destaca a importância da sua composição, na qual a Sociedade está representada através de várias personalidades, peritos nesta área do conhecimento. Ao definir a insuficiência cardíaca como uma prioridade nacional, a SPC está convicta que será possível reduzir, nos anos mais próximos, a mortalidade por doenças do aparelho circulatório, retirando-as do lugar cimeiro que hoje ocupam”, afirma o presidente da SPC, João Morais, citado na nota.

A SPC espera que este grupo venha contribuir para a redução dos números associados à Insuficiência Cardíaca, culimando naquele que é o derradeiro objetivo “melhorar a saúde cardiovascular dos portugueses”.

De salientar que, em Portugal, a Insuficiência Cardíaca representa um flagelo para a saúde dos portugueses. De acordo com o estudo EPICA, esta patologia afeta 4.36% dos adultos, atingindo 12.67% da população, entre os 70 e os 79 anos, e 16.4% dos idosos com mais de 80 anos.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas