Curso dedicado à Doença Vascular Cerebral arranca já amanhã no Porto
DATA
25/06/2018 11:32:37
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Curso dedicado à Doença Vascular Cerebral arranca já amanhã no Porto

O curso de atualização em Doença Vascular Cerebral (DVC), organizado anualmente pela Associação para o Estudo de Doenças Neurovasculares (AEDN), com o patrocínio da Sociedade Portuguesa do AVC, arranca já amanhã, na Aula Magna da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Através de uma abordagem multidisciplinar da DVC, o curso irá abordar as mais variadas temáticas desta patologia não só com componentes teóricas, mas também práticas.

Este ano, uma das grandes novidades será a apresentação sintetizada de um resumo do “Action Plan For Stroke in Europe 2018-2030”, elaborado pela European Stroke Organisation (ESO) em colaboração com a Stroke Alliance for Europe (SAFE).

Os objetivos passam por “focar aspetos de índole essencialmente prática dirigidos aos profissionais de saúde que diariamente trabalham com os doentes com doença vascular cerebral”, explicou a neurologista do Centro Hospitalar de São João, no Porto, Elsa Azevedo.

“Geralmente abordam-se temas relacionados com a prevenção, com a fase aguda do AVC e com a reabilitação”, acrescentou a médica. Note-se que este curso é ministrado por profissionais que trabalham diariamente com estes doentes.

Quanto à prevenção, serão apresentadas novas recomendações internacionais sobre fatores de risco importantes, nomeadamente a hipertensão arterial e a dislipidemia.

“Relativamente à abordagem do doente com AVC, optou-se por discutir alguns aspetos formativos relacionados com a Semiologia. Serão referidos os sinais mais frequentes das síndromes neurovasculares cerebrais, explorando a classificação de Oxfordshire, uma das classificações clínicas mais utilizadas”, acrescentou Elsa Azevedo.

Além da Semiologia Clínica, o programa iá abordar a interpretação da neuroimagem na doença vascular cerebral, tanto no AVC isquémico como AVC hemorrágico, sem esquecer a avaliação ultrassonográfica cervical e transcraniana no AVC agudo.

À semelhança de anos anteriores, haverá ainda espaço para a apresentação de comunicações orais de casos problemáticos propostos pelos participantes e, no final da tarde, serão organizados workshops sobre temas como “Urgências neurológicas”, “Neuromonitorização do doente crítico”, “Escalas de avaliação funcional em Medicina Física e Reabilitação” e “Tratamento Endovascular na DVC”.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas