Vinhais já dispõe de unidade de cuidados continuados
DATA
30/08/2018 16:46:10
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Vinhais já dispõe de unidade de cuidados continuados

Após dez anos de espera por um equipamento com 20 camas para pessoas que necessitassem de cuidados de saúde, a vila de Vinhais, no distrito de Bragança, dispõe finalmente de uma unidade de cuidados continuados.

Embora a nova unidade, integrada na Rede Nacional de Cuidados Continuados, possa receber doentes de todo o país, os responsáveis destacam a importância de prestar cuidados de saúde à população envelhecida de Vinhais, que até agora estava sujeita a internamento distante de casa.

Segundo o provedor da Misericórdia de Vinhais, António Alberto Rodrigues, o edifício já estava pronto há quase dez anos, sem que tivessem sido conseguidos acordos para a criação de vagas no concelho, uma decisão tomada recentemente pelo governo central.

No total, a nova unidade implicou um investimento de 1,5 milhões de euros, com o provedor a realçar “o papel da câmara municipal no desbloquear deste processo”.

De acordo com António Alberto Rodrigues, com a abertura deste serviço serão criados entre “14 a 15 postos de trabalho”.

A Santa Casa é a dona da obra, mas quem vai explorar o serviço é o Hospital do Terço, com a denominação “Envolve Vinhais”.

O acordo entre as duas entidades vigora “até junho de 2019” e o provedor da Misericórdia de Vinhais adiantou que vai tentar que se prolongo depois dessa data.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Vinhais sublinhou que “a abertura deste apoio é importantíssima para o concelho, pela implementação de um apoio social a diversas famílias que necessitam destes serviços, sendo também um fator de criação de postos de trabalho que permitem a fixação de população”.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas