×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 34880
Nova SBE debate “USF geradoras de valor em saúde: um ‘mito’ urbano?”
DATA
05/09/2018 11:32:55
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Nova SBE debate “USF geradoras de valor em saúde: um ‘mito’ urbano?”

O debate “USF geradores de valor em saúde: um ‘mito’ urbano?”, promovido pela Nova School of Business & Economics (Nova SBE), realiza-se dia 20 de setembro, às 15:00 horas, no campus de Carcavelos da Nova SBE.

Inserido na iniciativa “Debates da Nova Healthcare Initiative”, este debate pretende analisar o valor que as Unidades de Saúde Familiar (USF) produzem para os utentes e para o Serviço Nacional de Saúde, bem como discutir a competência destas unidades para com os portugueses.

Esta iniciativa “pretende discutir e analisar questões fundamentais na área da Saúde com alguns dos maiores especialistas desta área em Portugal, promovendo uma universidade aberta a todos e levando ao público uma visão prática em combinação com o conhecimento produzido em ambiente académico”, lê-se na nota de imprensa enviada ao Jornal Médico.

A inscrição é gratuita e pode ser feita através do e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.