Visão Infantil: Região Norte com cobertura total do rastreio
DATA
02/10/2018 11:13:28
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Visão Infantil: Região Norte com cobertura total do rastreio

Todos os Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) e Unidades Locais de Saúde da região Norte vão poder realizar o Rastreio da Saúde da Visão Infantil.

Em comunicado, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) refere que “todas as crianças com dois anos inscritas nas unidades de saúde do Norte serão convidadas a participar neste rastreio gratuito onde, através de um exame simples e indolor, será detetada a ambliopia [disfunção do processo visual] ou o risco de a poder vir a desenvolver”.

Estas crianças serão, posteriormente, convidadas para um segundo momento de rastreio aos quatro anos. O rastreio, que decorrerá de 13 a 29 de setembro, tem por objetivo evitar problemas graves na visão das crianças.

Implementado pela primeira vez em Portugal em 2016, em modelo piloto no Norte, o Rastreio da Saúde da Visão Infantil tem vindo a ser alargado passando, em 2017, de quatro para 12 ACES e seis Hospitais/Centros Hospitalares.

De acordo com a ARSN, durante esta fase rastrearam-se 13.564 crianças, tendo 1.710 sido referenciadas para consulta e acompanhamento na especialidade de Oftalmologia.

Nas crianças observadas em Oftalmologia verificou-se a necessidade de prescrição de óculos a 36,3% dessas, sendo o astigmatismo, a hipermetropia, a miopia e o estrabismo as principais patologias identificadas, conclui a ARSN.

 

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas