Estudo: Obesidade aumenta a resistência à ação da insulina
DATA
17/10/2018 12:52:45
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Estudo: Obesidade aumenta a resistência à ação da insulina

Um estudo desenvolvido por investigadoras da Faculdade de Medicina do Porto (FMUP) e do CINTESIS concluiu que uma dieta rica em gordura aumenta a resistência à ação da insulina, aumentando, assim, o risco associado a pacientes com diabetes tipo 2.

De acordo com as investigadoras do estudo, “uma dieta rica em gordura pode conduzir a uma alteração da flora intestinal e à forma como esta se relaciona com o metabolismo”.

Segundo a endocrinologista do Centro Hospitalar do Porto e investigadora da Faculdade Medicina da Universidade do Porto, Eva Lau, e a investigadora do CINTESIS/NOVA Medical School, Cláudia Marques, “várias doenças e mecanismos fisiológicos estão diretamente associados à perturbação do equilíbrio da microflora intestinal – também designada como microbiota”.

Nesta investigação, as investigadoras analisaram a forma como uma dieta rica em gordura pode influenciar a microbiota e as consequências que podem surgir dessas alterações, com o objetivo de, no futuro, obterem novas abordagens terapêuticas.

Foi possível concluir que, quando comparadas com dietas regulares, estas podem conduzir “a um aumento de reações inflamatórias e, ainda, a uma resistência à ação de insulina, aumentando, assim, o risco associado a pacientes com diabetes tipo 2”.

“Trata-se de uma interação complexa que, quando corretamente explorada, nos permitirá moldar a forma como os tratamentos são administrados, especialmente em casos de obesidade e distúrbios metabólicos”, explicam, salientando o facto de vivermos numa era em que se registam “aumentos significativos nos níveis de obesidade e de distúrbios metabólico”.

Os resultados deste estudo, que foi coordenado pela investigadora Conceição Calhau (CINTESIS/NOVA Medical School), foram hoje apresentados na 10.ª edição do Simpósio em Metabolismo, uma iniciativa promovida pelo departamento de Biomedicina da FMUP que visa promover a troca de conhecimento entre os vários participantes.

Nesta edição, o Simpósio em Metabolismo foi dedicado ao imunometabolismo, tendo sido abordados temas como inflamação crónica, doenças metabólicas, imunidade no cancro e microbiota.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas