Sobrinho Simões alerta para aumento de casos de cancro
DATA
07/12/2018 10:41:11
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Sobrinho Simões alerta para aumento de casos de cancro

O médico e investigador Manuel Sobrinho Simões alerta para o aumento do número de casos de cancro, sublinhando que as causas são “quase exclusivamente” comportamentais e não genéticas.

De acordo com o especialista, este tipo de doenças atinge sobretudo a população mais idosa e resultam da prevalência de “muitos maus hábitos”, nomeadamente do consumo do tabaco. Sobrinho Simões falava à margem da XIV Reunião da Associação de Patologistas das Ilhas da Macaronésia (Madeira, Canárias, Açores e Cabo Verde), que decorre na capital madeirense.

O investigador considera que, perante o crescimento da doença, a solução passa pelo diagnóstico precoce, na medida em que “nuca vamos tratar as pessoas com sucesso se tivermos cancros muito avançados”.

Contudo, o médio alerta que “não se pode passar a vida a fazer TAC para ver se temos um tumorzinho, porque assim vamos fazer pior às pessoas”, realçando que “as pessoas têm de perceber que não vale a pena exagerar, a não ser que haja história familiar”.

Segundo Sobrinho Simões, os genes são responsáveis por 10% a 55% dos casos de cancro, ao passo que 90% a 95% são somáticos, devendo-se “quase exclusivamente” por motivos comportamentais, sendo potenciada por “maus hábitos” e por fatores como a obesidade e a diabetes.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas