Ministra garante acompanhar demissões no Hospital D. Estefânia
DATA
12/12/2018 11:59:09
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Ministra garante acompanhar demissões no Hospital D. Estefânia

A ministra da Saúde disse que hoje vai acompanhar a situação dos pedidos de demissão dos chefes de equipa do Hospital Dona Estefânia, em Lisboa.

Na comissão parlamentar, Marta Temido foi questionada sobre o pedido de demissão dos responsáveis clínicos. Embora ainda não tenha muita informação em sua posse, a ministra garantiu que vai acompanhar a situação.

Para a ministra, as demissões de responsáveis hospitalares podem ser vistas de duas formas: “ou como sinais de que algo não vai bem ou como formas de descredibilizar o sistema”.

“Prefiro sempre encará-las como sinais de que algo não vai bem e que é preciso melhorar”, disse aos deputados.

Os chefes de equipa da Urgência do Hospital D. Estefânia apresentaram esta manhã a demissão, alegando que houve uma “quebra de compromisso” por parte da instituição relativamente à contratação de mais médicos. Note-se que a demissão foi apresentada por todos os chefes de equipa e coordenadores daquele serviço, num total de 10.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas