Ministra agradece dedicação e coragem das equipas de emergência médica
DATA
17/12/2018 11:06:22
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Ministra agradece dedicação e coragem das equipas de emergência médica

A ministra da Saúde, Marta Temido, lamentou a morte de quatro profissionais na sequência da queda de um helicóptero do INEM e agradeceu toda a “dedicação, empenho e coragem das equipas de emergência médica ao serviço do socorro em Portugal”.

Num comunicado publicado no Portal da Saúde, o Ministério da Saúde prestou homenagem às vítimas do incidente e apresentou “sentidas condolências” aos familiares, amigos das vítimas e a todos os profissionais do INEM.

Citada na nota, a ministra da Saúde “enaltece e agradece toda a dedicação, empenho e coragem das equipas de emergência médica ao serviço do socorro em Portugal”.

Marta Temido deslocou-se na madrugada de domingo a Valongo, local onde se deu o incidente, afirmando que recebeu com “enorme consternação” a “perda de quatro profissionais de saúde em funções no momento em que regressavam do cumprimento do seu trabalho”.

A ministra manifestou ainda a sua “solidariedade profundíssima para com o INEM, para com todos os profissionais do Serviço Nacional de Saúde” e deu “uma palavra de pesar muito sentida aos familiares” e um agradecimento à Proteção Civil e “a todos os colegas” que estiveram no local.

A queda do helicóptero do INEM ocorreu ao final da tarde de sábado, no concelho de Valongo, distrito do Porto, provocando a morte dos quatro ocupantes.

Trata-se do acidente aéreo mais grave ocorrido este ano em Portugal, elevando para seis o número de vítimas mortais em acidentes com aeronaves desde janeiro.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas