FNAM: Médicos devem remarcar consultas face a falhas informáticas
DATA
27/12/2018 09:54:02
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



FNAM: Médicos devem remarcar consultas face a falhas informáticas

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) aconselha os médicos a remarcarem consultas caso subsistam falhas informáticas nos centros de saúde.

Em comunicado, a FNAM alerta para o "aumento do número de casos" de falhas no sistema informático dos serviços de saúde, em particular nos centros de saúde.

Face ao "risco acrescido de erro médico" que representa a ausência de meios que permitam ao médico "fazer o diagnóstico ou determinar a terapêutica adequada", a FNAM aconselha o médico a "remarcar a consulta dentro das disponibilidades das marcações já efetuadas".

“Estando em causa o enquadramento legal que obriga ao registo informático, os médicos não podem ser responsabilizados por situações às quais são alheios”, sublinha a estrutura sindical, lembrando que “o impedimento prático do exercício das suas funções profissionais suscita também questões que se inserem no âmbito da Deontologia Médica”.

Recorde-se que, já no passado mês de novembro, a Ordem dos Médicos e a Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar também alertaram para as "sucessivas falhas" informáticas que penalizavam médicos e doentes nas consultas.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas