Egas Moniz tenta minimizar atrasos nos exames devido ao furto de endoscópios
DATA
15/01/2019 11:15:38
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Egas Moniz tenta minimizar atrasos nos exames devido ao furto de endoscópios

O Hospital Egas Moniz, em Lisboa, está a elaborar um plano para reagendar os exames no Serviço de Gastrenterologia devido ao furto de endoscópios nesta unidade hospitalar. O caso já foi comunicado ao Ministério Público.

De acordo com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (CHLO), citado pela agência Lusa, o plano para "recuperação de agenda" nos exames está a ser elaborado pelo Serviço de Gastrenterologia tendo em conta os três hospitais deste centro (Egas Moniz, Santa Cruz e S. Francisco Xavier).

Segundo o CHLO, a situação ocorreu entre as 12:00 de domingo e as 08:00 de segunda-feira. Assim que foi detetado o furto, o caso foi participado à PSP, “que iniciou de imediato perícias e acompanha o caso”. “Foi igualmente comunicado ao Ministério Público e aberto inquérito interno”, acrescenta a unidade hospitalar.

Os equipamentos estavam “numa unidade de Endoscopia, no edifício de Ambulatório do Hospital Egas Moniz que tem acesso restrito por portas com código e guardados em armários também com códigos de acesso”, acrescenta o CHLO.

Segundo a edição de hoje do Correio da Manhã, foram furtados equipamentos que servem para realizar endoscopias e colonoscopias no valor de 300 mil euros.

As certezas enganadoras sobre os Outros
Editorial | Mário Santos, membro da Direção Nacional da APMGF
As certezas enganadoras sobre os Outros

No processo de reflexão da minha prática clínica, levo em conta para além do meu índice de desempenho geral (IDG) e da satisfação dos meus pacientes, a opinião dos Outros. Não deixo, por isso, de ler as entrevistas cujos destaques despertam em mim o interesse sobre o que pensam e o que esperam das minhas funções, como médico de família. Selecionei alguns títulos divulgados pelo Jornal Médico, que mereceram a minha atenção no último ano: