Governo e sindicatos dos enfermeiros retomam hoje negociações
DATA
17/01/2019 11:36:32
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Governo e sindicatos dos enfermeiros retomam hoje negociações

O Governo e os sindicatos dos enfermeiros retomam hoje negociações. As duas estruturas sindicais, que têm prevista uma nova greve de longa duração em blocos cirúrgicos em vários hospitais, vão estar presentes nesta reunião.

No entanto, esta quarta-feira, os sindicatos dos enfermeiros assumiram que têm baixas expectativas para a reunião de hoje com o Governo e avisam que ou avançam efetivamente as negociações ou avança a “greve cirúrgica”.

A presidente da Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE), Lúcia Leite, sublinhou que a reunião “não tem agenda”, afirmando que “o Governo não tem estado objetivamente a negociar”.

A ASPE recordou que uma nova greve cirúrgica em sete hospitais do país deveria ter começado esta segunda-feira, prologando-se até ao final de fevereiro, mas foi suspensa até hoje, dia da reunião com o Governo.

Já Carlos Ramalho do Sindicato Democrático dos Enfermeiros Portugueses (Sindepor), disse ter a certeza de que os sindicatos se vão “confrontar com uma reunião política”, alertando que “ou há avanços nas negociações ou há greve”.

Os dois sindicatos, responsáveis pela convocação da nova paralisação de longa duração, defendem a criação de uma carreira de enfermagem que contemple três categorias, uma delas de enfermeiro especialista, a antecipação da idade da reforma para os 57 anos e a revisão da grelha salarial com aumento do ordenado base.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas