×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 34880
Enfermeiros de Leiria fazem greve de três dias
DATA
30/01/2019 11:28:10
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Enfermeiros de Leiria fazem greve de três dias

Os enfermeiros do Centro Hospitalar de Leiria iniciaram, esta terça-feira, três dias de greve contra a falta de resposta da administração, pela colocação de mais recursos humanos e pelo descongelamento das carreiras, disse o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses.

"Os enfermeiros decidiram no plenário que, uma vez que o Conselho de Administração [CA] não apresentou qualquer proposta nem respondeu à nossa contraproposta, iniciar três dias de greve, a partir desta terça-feira", anunciou à Lusa o diretor regional do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), Rui Marroni.

Os enfermeiros vão ainda dar um prazo de 30 dias para a administração do Centro Hospitalar de Leiria "assumir um compromisso", sob pena de voltarem a parar.

Rui Marroni acredita que "há condições para a administração evoluir e cumprir com o que está estipulado", que é pagar os descongelamentos da carreira.

"O próprio hospital admite que há falta de enfermeiros e o que faz é dar condições precárias, fazendo mobilidades forçadas entre serviços, sem colmatar a falta de enfermeiros", denunciou.

O dirigente explicou que foi apresentada uma proposta ao CA, que não foi aceite.

“Na contraproposta não apresentou medidas concretas nem datas concretas. Na nossa resposta propusemos que fossem dadas mais garantias, mas não houve resposta", afirmou.

Rui Marroni alertou para a precariedade da classe que "causa também problemas aos cuidados que se prestam aos utentes" e frisou que "este é um protesto não só contra o CA de Leiria, mas também contra o Governo, que não permite a contratação de enfermeiros e está a permitir desigualdades salariais" entre os enfermeiros mais antigos e os jovens acabados de se formar.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas