LPCC distingue trabalhos jornalísticos na área da oncologia
DATA
28/03/2019 11:57:57
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


LPCC distingue trabalhos jornalísticos na área da oncologia

Termina no dia 5 de abril o período de candidaturas ao “Prémio de Jornalismo 2018” da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), que irá distinguir trabalhos relacionados com a doença oncológica, publicados ou difundidos por qualquer meio de comunicação nacional entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2018.

O prémio, no valor total de 10.000 €, será repartido igualmente entre os vencedores das categorias de audiovisual (televisão e rádio) e imprensa (imprensa e internet).

Os jornalistas com carteira profissional válida em Portugal poderão apresentar um ou mais trabalhos, num máximo de três, que serão avaliados tendo em conta critérios como a pertinência, relevância e impacto da informação para o público, a capacidade para despertar e cativar o interesse dos leitores/audiência, a objetividade, independência e respeito pelos princípios éticos do jornalismo e a originalidade do tema e respetiva abordagem.

Para o presidente da direção nacional da LPCC, Vítor Rodrigues, “esta é uma forma de reconhecer a importância dos meios de comunicação social no esclarecimento, divulgação e sensibilização da comunidade para as questões relacionadas com a doença oncológica.”  Também Rosário Trindade, diretora de Corporate Affairs & Market Access da farmacêutica AstraZeneca, parceira desta iniciativa, reconhece a “importância que o Jornalismo de saúde, em particular na área da oncologia, tem no aumento da literacia da população e no combate ao estigma que ainda se sente na sociedade portuguesa.”

A entrega deste prémio, que conta ainda com o apoio institucional do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) e do Sindicato dos Jornalistas, está agendada para dia 30 de abril, pelas 15h00, no ISCSP, onde serão ainda discutidos “Os constrangimentos do jornalismo em saúde”, com a participação de Adalberto Campos Fernandes, Professor no ISCSP e Ministro da Saúde do XXI Governo Constitucional (2015-2018), Isabel Nery, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas e  vencedora de menção honrosa do Prémio de 2018e Paula Rebelo, jornalista da RTP na área de saúde.

Mais informações e consulta de regulamento em: https://www.ligacontracancro.pt/premiojornalismolpcc/

Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?
Editorial | Jornal Médico
Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?

O regime remuneratório das USF modelo B há muito que é tema para as mais diversas discussões, parecendo ser unânime a opinião de que necessita de uma revisão, inexistente de forma séria desde a sua implementação.