Jornal Médico Grande Público

Engenheiros, médicos e terapeutas em projeto para dar voz a pessoas com disfonia
DATA
16/04/2019 10:32:06
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Engenheiros, médicos e terapeutas em projeto para dar voz a pessoas com disfonia

Engenheiros, médicos e terapeutas da fala juntaram-se num projeto que, através da criação de uma aplicação móvel, visa a reconstrução de uma "voz natural" para pessoas que sofrem de algum tipo de disfonia, afirmou um dos responsáveis.

A propósito do Dia Mundial da Voz, que hoje se celebra, Aníbal Ferreira, investigador e docente da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP),  em declarações à Lusa, que o projeto, intitulado 'DyNaVoiceR', surgiu com o propósito de colmatar uma "lacuna" tecnológica que, atualmente, é "muito aquém das expectativas das pessoas".

"Percebemos que do ponto de vista tecnológico não existe nenhuma solução (...) Hoje em dia, ouvimos falar de todos os tipos de tecnologia capaz de reconhecer fala, mas não existe nenhum dispositivo que seja capaz de ajudar uma pessoa a produzir fala natural e normal", referiu Aníbal Ferreira.

O 'DyNaVoiceR', financiado em 240 mil euros pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), junta investigadores da Universidade do Porto e de Aveiro, do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), do Instituto de Engenharia Eletrónica e Telemática de Aveiro e do Centro Hospitalar de São João.

O projeto, iniciado em 2018 e constituído por uma equipa de engenheiros, médicos otorrinolaringologistas e terapeutas da fala, tem como objetivo a criação de um dispositivo tecnológico que, ao "canalizar os sinais de fala sussurrada" de doentes que sofrem de problemas de comunicação oral (como a afonia), transforma os sinais numa "voz regenerada".

"Por uma dificuldade de comunicação a pessoa tem de descontinuar a sua missão, quando poderia perfeitamente desenvolver um trabalho muito importante na comunidade, mas que simplesmente não consegue por causa de um problema de comunicação oral", salientou, concluindo que este sistema vai tornar-se numa solução "gratificante" para todos os doentes.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas