“Maio, mês do Coração” alerta para sintomas da insuficiência cardíaca
DATA
23/04/2019 11:53:57
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



“Maio, mês do Coração” alerta para sintomas da insuficiência cardíaca

Apenas 15% dos portugueses conseguem identificar o edema nas pernas como um dos principais sintomas da insuficiência cardíaca (IC), uma doença que afeta cerca de meio milhão de pessoas em Portugal.

Esta é uma das principais conclusões do estudo “Portugueses e a Insuficiência Cardíaca”, divulgado hoje pela Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), em Lisboa, no âmbito da cerimónia de apresentação da campanha "Maio, mês do Coração".

A pesquisa, levada a cabo pela FPC, em parceria com a GFK Metris, destinou-se a avaliar o nível de conhecimento dos portugueses sobre a IC e concluiu ainda que apesar de considerarem que esta doença ameaça a vida das pessoas, 51% dos inquiridos acreditam que a taxa de sobrevivência é elevada ou, pelo menos, não tão reduzida quanto na doença oncológica. Porém, a realidade portuguesa mostra que a taxa de mortalidade por IC é superior à atribuível a alguns tipos de cancro.

“Este estudo vem provar mais uma vez que a IC é uma doença esquecida e subvalorizada pela maioria dos portugueses. A IC é uma das grandes epidemias do século e é preciso aumentar a literacia das pessoas em relação ao tema, da mesma forma em que esta doença deveria ser considerada uma prioridade nacional”, defendeu o presidente da FPC, Manuel Carrageta.

No exterior do Palácio Foz, onde decorreu a cerimónia de apresentação da campanha, a FPC realizou  uma ação de demonstração de suporte básico de vida com desfibrilhador, com o objetivo de alertar a população para a problemática da morte súbita.

A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Joana Romeira Torres
A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
A Organização Mundial de Saúde alude que os Cuidados de Saúde Primários (CSP) são cruciais para a obtenção de promoção da saúde a nível global. Neste sentido, a Organização Mundial dos Médicos de Família (WONCA) tem estabelecido estratégias que têm permitido marcar posição dos mesmos na comunidade médica geral.

Mais lidas