Unidade de Saúde Pública da Guarda desenvolve projeto de educação alimentar
DATA
30/04/2019 10:47:49
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Unidade de Saúde Pública da Guarda desenvolve projeto de educação alimentar

A Unidade de Saúde Pública da Unidade Local de Saúde da Guarda está a desenvolver um programa de educação alimentar junto dos alunos das escolas dos concelhos de Gouveia, Seia e Fornos de Algodres, foi hoje anunciado.

O Programa de Educação Alimentar na Comunidade Escolar (PEACE) da responsabilidade da Unidade de Saúde Pública da Guarda pretende "melhorar os hábitos alimentares dos alunos" abrangidos.

Segundo uma nota da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, no âmbito do programa PEACE, está a ser desenvolvido o jogo "Os Super Saudáveis", dirigido aos alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico dos três municípios abrangidos pela iniciativa.

O projeto, patrocinado pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, começou em março e prolonga-se até ao mês de maio.

O jogo "Os Super Saudáveis" consta de um pequeno baralho de cartas colecionáveis "para cada criança jogar e aprender".

"No total, são 15 cartas colecionáveis que representam 15 alimentos com diferentes níveis de superpoderes. Todos os alimentos são saudáveis e foram escolhidos com base nos grupos da roda dos alimentos", sublinha a ULS da Guarda no comunicado enviado à agência Lusa.

De acordo com a fonte, durante as cinco semanas de execução do projeto são realizados um almoço e um lanche por semana, "acompanhados de um alimento com um poder super saudável".

"Com a ingestão desses alimentos na escola serão entregues, pelo(a) professor(a), as cartas respetivas", acrescenta.

A Unidade de Saúde Pública e a Liga Portuguesa Contra o Cancro estão muito satisfeitas com o projeto e pretendem, no próximo ano letivo, lançar o desafio aos restantes concelhos do distrito da Guarda, para implementação de "Os Super Saudáveis" "como ferramenta de educação alimentar prioritária no âmbito da aplicação de PEACE", segundo a fonte.

A ULS/Guarda abrange dois hospitais (Hospital Sousa Martins, na Guarda, e Hospital Nossa Senhora da Assunção, em Seia) e 13 centros de saúde do distrito (exceto o de Aguiar da Beira).

Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas