Abertas as candidaturas aos prémios pfizer 2019
DATA
15/05/2019 17:46:15
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Abertas as candidaturas aos prémios pfizer 2019

Estão abertas as candidaturas para os Prémios Pfizer, a mais antiga distinção na investigação Biomédica em Portugal. Os Prémios Pfizer resultam de uma parceria entre a Pfizer e a Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa (SCML), com o objectivo de contribuir para a dinamização da investigação em Ciências da Saúde em Portugal.

Os trabalhos podem ser submetidos até ao dia 12 de Julho 2019, através do email da SCML (consultar regulamento em https://www.pfizer.pt/ ou http://www.scmed.pt/). Na atribuição dos prémios, o júri apreciará o mérito dos trabalhos e projectos apresentados e a sua decisão será conhecida durante a sessão solene a realizar no próximo mês de novembro.

Os Prémios Pfizer têm marcado de uma forma positiva a investigação que se faz em Portugal distinguindo os melhores trabalhos de investigação básica e clínica, elaborados total ou parcialmente em instituições portuguesas por investigadores portugueses ou estrangeiros. Este ano, o prémio para cada um dos projectos vencedores terá um valor de 25.000 euros.

Criados em 1956, os Prémios Pfizer já premiaram mais de 650 investigadores em Portugal. No passado, já receberam esta distinção reputados investigadores portugueses como João Lobo Antunes (1960 e 1969), António Damásio (1974), Alexandre Castro Caldas (1974, 1976 e 1999), Maria Carmo-Fonseca (1981, 1987, 1989, 1995, 2002 e 2011), Miguel Castelo Branco (2005 e 2006), Miguel Soares (2009), Mónica Bettencourt Dias (2007 e 2012), Bruno Silva-Santos (2009), Henrique Veigas-Fernandes (2014), Maria Manuel Mota (2017), Céu Figueiredo (2018), Mariana Gomes de Pinho (2018), entre tantos outros investigadores.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas