Verão: ARS Algarve vai assegurar alojamento a médicos “de reforço”
DATA
12/06/2019 12:11:30
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Verão: ARS Algarve vai assegurar alojamento a médicos “de reforço”

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve vai assegurar residência aos médicos que queiram trabalhar na região durante o período de verão, adiantou ontem, em declarações à agência Lusa, o presidente da entidade, Paulo Morgado.

“No sentido de cativarmos os médicos a virem trabalhar durante o verão para o Algarve, este ano vamos poder dar um bónus adicional, que é a possibilidade de encontrarmos alojamento gratuito para os profissionais que queiram vir trabalhar para a região”, disse o responsável, que falava à margem da apresentação do plano “Juntos Por um Verão Seguro 2019”, que decorreu em Monchique, no Algarve, com a presença da diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

O despacho que autoriza a concessão de alojamento durante o verão para os médicos que aceitem trabalhar na região algarvia foi publicado a 6 de junho em Diário da República, onde no ponto sete se pode ler: “A ARS Algarve diligencia no sentido de proporcionar alojamento gratuito para os médicos, de acordo com as disponibilidades locais”.

Paulo Morgado afirmou esperar que “este incentivo seja mais um atrativo para que os médicos aceitem trabalhar durante a chamada época alta no reforço dos cuidados de saúde na região”. E sublinhou: “Vamos ver se é atrativo ou não. Não é uma situação que possa antecipar, mas é uma novidade que temos para este ano”.

O responsável avançou ainda que, durante a próxima semana, a ARS Algarve vai abrir as candidaturas para assegurar a contratação temporária de médicos que queiram deslocar-se de outras regiões para “ajudar no esforço que os profissionais do Algarve fazem todo os anos para proporcionar uma assistência de qualidade na época alta”.

“Acredito que os incentivos sejam atrativos, porque, além do incentivo ao alojamento, o despacho do Governo permite aos médicos deslocarem-se de outras regiões sem autorização do serviço de origem”, destacou.

DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Depois de três meses de confinamento é necessário aceitarmos a prudência de DES”confinar sem DISconfinar. Não vamos querer “morrer na praia”! As aprendizagens da pandemia Covid-19 são uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde com uma nova visão e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas