Níveis elevados de pólenes em quase todo o país até ao fim do mês
DATA
21/06/2019 10:53:09
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Níveis elevados de pólenes em quase todo o país até ao fim do mês

Os pólenes vão estar em níveis elevados até ao final do mês nas regiões norte, Lisboa e Alentejo, diminuindo de intensidade no Algarve e nas Regiões Autónomas, segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

Num boletim com a previsão dos níveis dos pólenes até ao final do mês, a SPAIC adianta que os níveis vão estar elevados em Vila Real, região de Trás-os-Montes e Alto Douro, bem como no Porto, Coimbra, Castelo Branco, Lisboa e Évora.

Os níveis de pólenes baixam para moderado na região do Algarve e para baixo nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Na atmosfera predominam os pólenes da oliveira, carvalho e castanheiro na região de Vila Real, e do castanheiro na zona do Douro, Coimbra e Castelo Branco.

As ervas gramínea e parietária também contribuem para os níveis de pólenes em quase todo o país. Nas regiões autónomas também há pólenes da erva tanchagem, sendo que nos Açores o pinheiro e a palmeira também são responsáveis pelos níveis de pólen.

Os pólenes podem provocar reações alérgicas. A alergia ao pólen causa reações do aparelho respiratório (asma e rinite alérgica), dos olhos (conjuntivite alérgica) ou da pele (urticária e eczema).

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas