Universidade de Coimbra integra Programa Europeu de PhD Translational Fellowship
DATA
25/06/2019 16:09:41
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Universidade de Coimbra integra Programa Europeu de PhD Translational Fellowship

Estão abertas as candidaturas para os PhD Translational Fellowships, que vão dotar estudantes de doutoramento dos países da União Europeia, de ferramentas para implementarem a sua ideia de negócio inovadora na área das tecnologias da saúde. 

Os candidatos selecionados de uma das instituições parceiras do EIT Health, recebem um subsídio de €5.000 para ajudar no desenvolvimento e implementação do seu projecto.  

Os PhD Translational Fellowships são promovidos por parceiros académicos do EIT Health, a rede europeia de inovadores em saúde que oferece formação especializada, formação em inovação e apoio para ajudar os cidadãos europeus a viver vidas mais longas e saudáveis. Para além da Universidade de Coimbra fazem parte da EIT Health o Karolinska Institutet, o Leiden University Medical Center, a Sorbonne Université, a Universität zu Köln, a Université Grenoble Alpes e a University of Oxford.

Os candidatos selecionados de uma das instituições parceiras do EIT Health, recebem um subsídio de €5.000 para ajudar no desenvolvimento e implementação do seu projeto. É ainda atribuída uma bolsa de €1.500 que inclui a viagem e alojamento para participar no Training Camp na Universidade de Oxford, entre 12 e 16 de agosto de 2019, juntamente com outros participantes selecionados de toda a Europa.

Durante o PhD Translational Fellowships Training Camp, os empreendedores selecionados vão ter a oportunidade de participar em palestras, workshops e atividades de networking. Terão ainda a oportunidade de apresentar as suas ideias e projetos a representantes das principais instituições e empresas da área e, os vencedores podem receber prémios extra em dinheiro até €3.000.

«Este programa foi pensado para que os estudantes de mestrados de qualquer país da União Europeia, tenham a oportunidade de dar a conhecer as suas ideias, mas sobretudo, que tenham a possibilidade de participar em formações que lhes permita adquirir conhecimentos que transformem as suas ideias na área das tecnologia da saúde em projetos comerciais reais e de acordo com as necessidades do mercado.», explica Jorge Figueira da Universidade de Coimbra e coordenador da PhD Translational Fellowships.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas