XXIX Jornadas de Oftalmologia de Coimbra
DATA
03/07/2019 12:14:33
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

XXIX Jornadas de Oftalmologia de Coimbra

Vão realizar-se no Hotel Vila Galé em Coimbra, nos próximos dias 5 e 6 de julho, as XXIX Jornadas de Oftalmologia de Coimbra, este ano dedicadas à baixa visão em pediatria e no adulto e “hot topics” em córnea e cirurgia refrativa, pediatria, retina médica e cirúrgica.

A baixa visão é um problema muito atual, tanto na idade pediátrica como em adultos, relacionada com patologias muito frequentes (degenerescência macular relacionada com a idade, a diabetes, entre outras patologias) e em que não existe uma conveniente resposta a estes doentes.

Uma das salas do congresso está reservada para os participantes serem vendados, e com o apoio de pessoas cegas, experimentarem as limitações em ações rotineiras da vida diária e de movimentação de pessoas com acentuada baixa de visão.

O evento conta com a participação de prestigiados oftalmologistas portugueses bem como de conceituados convidados estrangeiros - Prof Francisco Arnalich- Montiel (Espanha), Prof Galton Vasconcelos (Brasil) e Prof Ruiz Moreno (Espanha).

O Programa Científico que se junta, terá também uma vertente muito prática. Nas sessões de “hot topics”, discutir-se-ão em cada área (painel e toda a assistência, através de sistema interactivo), quatro temas de grande atualidade e apresentar-se-ão as conclusões respetivas.

Realizar-se-á ainda, no dia 5 de julho de manhã, o Curso EUPO dedicado ao “tratamento do glaucoma.”

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas