Inauguração da USF Extramuros
DATA
21/08/2019 17:54:52
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Inauguração da USF Extramuros

Laura Silveira, Vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), vai acompanhar Raquel Duarte, Secretária de Estado da Saúde, na inauguração da Unidade de Saúde Familiar (USF) Extramuros, em S. João da Talha, em Loures. A cerimónia vai decorrer a 22 de agosto, pelas 10H00, na unidade de saúde de S. João da Talha. 

A aposta clara no reforço da capacidade organizacional, melhorando o acesso, as condições assistenciais e a qualidade dos serviços prestados, aumentando a satisfação de utentes e profissionais. Estes são os objetivos major da equipa da USF Extramuros, composta por 6 médicos, 6 enfermeiros e 4 secretários clínicos. A equipa dá resposta aos cerca de 11.000 utentes oriundos da União de Freguesias de Santa Iria da Azoia, Bobadela e São João da Talha, que assim ficaram com médico de família atribuído.

A unidade que será inaugurada pela Secretária de Estado da Saúde funciona todos os dias úteis, entre as 8 e as 20 horas, em instalações recentemente adaptadas. 

A USF Extramuros está integrada no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Loures-Odivelas. Este ACES tem cerca de 413.000 utentes inscritos e abrange uma área territorial correspondente às 14 freguesias dos concelhos de Loures e de Odivelas, num total de 196 Km2. 

O ACES Loures-Odivelas tem em funcionamento 18 Unidades de Saúde Familiar (USF), 8 Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) e 4 Unidades de Cuidados na Comunidade (UCC). Tem também uma Unidade de Saúde Pública (USP) e uma Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados (URAP).

 

COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas