Facebook vai dar acesso a informação "credível" sobre vacinas com apoio da OMS
DATA
05/09/2019 17:36:28
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Facebook vai dar acesso a informação "credível" sobre vacinas com apoio da OMS
O Facebook vai passar a direcionar os utilizadores para informações credíveis sobre vacinação, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), que se congratula com este compromisso para melhorar a informação nas redes sociais.

“O Facebook vai direcionar milhões de utilizadores para informações precisas e de confiança sobre vacinas em diversas línguas, para assegurar que mensagens vitais de saúde chegam às pessoas de que precisam”, refere a OMS, em comunicado.

A OMS e o Facebook têm estado durante “vários meses” em conversações para garantir o acesso a informação credível sobre vacinas nas redes sociais Facebook e Instagram.

Os dirigentes e peritos da OMS acreditam que o acesso a informação credível sobre vacinação pode reduzir a disseminação de informações erradas e distorcidas.

“A desinformação sobre vacinas é uma grande ameaça à saúde global e pode reverter décadas de progresso feito em doenças evitáveis”, recorda a Organização das Nações Unidas, exemplificando com casos como o sarampo, a cólera ou mesmo a gripe.

A OMS quer os “atores digitais” a realizar maiores esforços em prol da vacinação, lembrando que a inovação pode dar apoio e impulso a comportamentos mais saudáveis.

A par disto, a OMS exorta os governos dos vários países e o setor da saúde a promoverem a confiança na vacinação.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas