Hospital de São João: Novo serviço de Hematologia permite aumento de resposta em 30%
DATA
10/09/2019 11:14:17
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Hospital de São João: Novo serviço de Hematologia permite aumento de resposta em 30%

O Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), no Porto, acaba de inaugurar as novas instalações do serviço de Hematologia Clínica, aumentando a capacidade de resposta em 30%.

O novo serviço, situado nos pisos 8 e 9, integra a Unidade de Transplante, com oito quartos de isolamento, uma área de tratamento de doentes leucémicos e hemato-oncológicos com 10 quartos de isolamento e 14 camas de enfermaria.

Esta infraestrutura, com cerca de 870 metros quadrados, implicou uma “intervenção profunda e estruturante” em todo o internamento central-sul do hospital, com um investimento de 2,1 milhões de euros e 12 meses de obra.

“A renovação e unificação das instalações do serviço de hematologia integrado permitiu-nos concentrar toda a atividade clínica, constituindo num aumento de 30 % face à atual lotação do serviço, passando a dispor de 32 camas”, explicou a diretora do Serviço de Hematologia Clínica, Fernanda Trigo, citada em comunicado.

Com esta melhoria nas infraestruturas, a clínica estima uma consolidação do programa de transplantação (auto e alo), o que permitirá o desenvolvimento de quimioterapias intensivas e imunossupressoras para um maior número de doentes oncológicos, nomeadamente leucemias, linfomas Hodgkin e não-Hodgkin e mielomas múltiplos.

O centro hospitalar fica, desta forma, “dimensionado e com características únicas” para prestar um “serviço de excelência” na área da hemato-oncologia a todos os doentes.

You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade
Editorial | António Luz Pereira, Direção da APMGF
You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade

No ano de 2021, foram realizadas 36 milhões de consultas médicas nos cuidados de saúde primários, mais 10,7% do que em 2020 e mais 14,2% do que em 2019. Ou seja, aproximadamente, a cada segundo foi realizada uma consulta médica.