Projetos do centro de envelhecimento ativo do Porto chegaram a quase cinco mil idosos
DATA
02/10/2019 10:28:46
AUTOR
Jornal Médico
Projetos do centro de envelhecimento ativo do Porto chegaram a quase cinco mil idosos

O Porto4Ageing abrangeu, desde a sua criação em 2016, quase cinco mil idosos da Área Metropolitana do Porto, através de programas e projetos que visam salvaguardar o bem-estar e o envelhecimento ativo e saudável, revelou o responsável. 

O Porto4Ageing, um consórcio coordenado pela Universidade do Porto e pela autarquia, surgiu em 2016 para impulsionar a colaboração e cooperação entre as diferentes instituições que "fazem parte do ecossistema da inovação" na área do envelhecimento ativo da Área Metropolitana do Porto (AMP). 

Em entrevista à agência Lusa, Elísio Costa, responsável pelo Porto4Ageing, sublinhou que, desde então, as atenções do Centro de Excelência em Envelhecimento Ativo e Saudável estão viradas para "um novo paradigma": o bem-estar, não só físico, mas também psicossocial da população mais envelhecida. 

"Para trabalhar neste contexto, temos de reunir todas as entidades no desenvolvimento de novos produtos, mas também de novos serviços que sirvam de resposta aos desafios colocados pelo aumento da longevidade", referiu.

Além da criação de sinergias entre os diferentes parceiros, a missão do Porto4Ageing é também procurar financiamento, junto da União Europeia (através de programas como o Horizonte2020 e Eramus+) para projetos "transversais a todas as áreas", como os programas intergeracionais e as plataformas digitais para o empoderamento da comunidade idosa. 

"Durante estes três anos, o número de projetos e iniciativas desta área cresceu muito na região", frisou o responsável, acrescentando que, desde o seu arranque, o Porto4Ageing já implementou 10 projetos num financiamento total de quase um milhão de euros e abrangeu cerca de cinco mil idosos da região do Porto. 

Atualmente, o Porto4Ageing é composto por 98 parceiros que se dividem mediante uma "quádrupla hélice de inovação": 20 decisores, 38 centros de investigação e faculdades, 21 representantes da sociedade civil e 19 empresas.

"Nós criamos condições para que as organizações soubessem da existência uma das outras e, no fundo, conhecessem o que cada uma está a fazer", sublinhou, adiantando que caso contrário "tal nunca seria possível". 

O Porto4Ageing, que já tinha sido considerado um Sítio de Referência Europeu na Área do Envelhecimento Ativo e Saudável, avaliação atribuída pela Comissão Europeia, viu recentemente o seu trabalho "galardoado" com a atribuição da classificação máxima (quatro estrelas) na qualidade de Sítio de Referência. 

"Esta distinção vem ao encontro do tipo de projetos que temos desenvolvido e o esforço que a região tem feito no desenvolvimento de soluções e produtos relacionados com o envelhecimento e muito dedicada à questão da saúde digital", concluiu. 

Neste momento, a Comissão Europeia destacou 77 sítios de referência na área do envelhecimento ativo e saudável a nível europeu, sendo que 22 foram distinguidos com a classificação máxima (quatro estrelas).

Serviço Nacional de Saúde – 40 Anos
Editorial | Jornal Médico
Serviço Nacional de Saúde – 40 Anos

Reler as origens do Serviço Nacional de Saúde ajuda a valorizar o presente e pode ser uma forma de aprender para investir no futuro com melhor fundamentação

Mais lidas