Fundação BIAL celebra 25 anos com exposição itinerante
DATA
09/10/2019 12:14:37
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Fundação BIAL celebra 25 anos com exposição itinerante

A Fundação BIAL celebra os seus 25 anos com a inauguração de uma exposição no ICBAS – Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, no Porto, para mostrar o trabalho desenvolvido desde 1994.

A abertura foi realizada pelo presidente da instituição, Luís Portela, numa cerimónia que contou com a presença, entre outros, dos secretários de Estado da Economia, João Neves, e  Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos.

Com curadoria de Daniel Bessa, a exposição “Fundação BIAL – 25 Anos” será itinerante. Até ao final de 2020, irá percorrer vários locais de norte a sul do país, nomeadamente todas as faculdades de medicina portuguesas, bem como algumas instituições europeias e norte-americanas.

A atribuição de prémios, concursos de apoios financeiros a projetos de investigação científica e os simpósios “Aquém e Além do Cérebro” são três áreas de atuação que lhe valem a reputação de primeira instituição mecenática portuguesa de carácter privado a dedicar-se às ciências médicas.

No âmbito dos apoios financeiros a projetos de investigação científica, são já 692 os trabalhos financiados pela Fundação BIAL, envolvendo perto de 1500 investigadores provenientes de 25 países. O Reino Unido é o país com mais projetos apoiados (202), seguindo-se Portugal (163) e os EUA (111).

O Prémio BIAL de Medicina Clínica já recebeu 672 candidaturas de cerca de 1700 médicos, cientistas e investigadores de 20 países. Foram distinguidos 276 investigadores, autores das 102 obras premiadas sobre algumas das doenças mais prevalentes e com maior impacto na saúde e na sociedade, caso da diabetes, cancro, Alzheimer, doenças cardiovasculares e reumáticas.

Próximas datas: 

bial

Deixar cair com violência o que é desnecessário e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
Deixar cair com violência o que é desnecessário e aproveitar a oportunidade

Assaltar o desnecessário. Rasgar a burocracia. Rejeitar o desperdício. Anular a perda de tempo. As aprendizagens da pandemia serão uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas