Tiago Torres: “A psoríase tem tido um grande desenvolvimento terapêutico nos últimos anos”
DATA
18/10/2019 17:11:37
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Tiago Torres: “A psoríase tem tido um grande desenvolvimento terapêutico nos últimos anos”

A psoríase foi um dos temas em grande destaque no EADV 2019, com a apresentação de importantes dados científicos e clínicos em primeira mão, sublinha o dermatologista do Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUP), Tiago Torres.

Em Madrid, “foram apresentados novos dados de eficácia a longo prazo e de segurança sobre os inibidores da IL-23. Foram ainda divulgados dados relativos à qualidade de vida, bem como resultados de eficácia nas unhas e no couro cabeludo com o bimecizumab, um fármaco que ainda não está aprovado”, refere o especialista, explicando que “a psoríase tem tido um grande desenvolvimento terapêutico nos últimos anos e continuamos a assistir ao aparecimento de novos fármacos”.

Todas estas novidades terapêuticas – a par de um programa muito variado, que toca todas as áreas da Dermatologia (médica, cirúrgica e cosmética) –, fazem com que “regressemos à nossa prática clínica com uma boa bagagem para podermos ajudar os nossos doentes”, salienta Tiago Torres.

No que concerne ao lema do Congresso, o professor do  Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) acredita que a face moderna da Dermatologia se prende com o facto de “a especialidade ter deixado de ser vista como uma especialidade que faz uma abordagem e tratamento localizado de uma determinada doença de pele, para se perceber que as doenças de pele são o reflexo do que se passa em todo o organismo, que são doenças sistémicas”. A própria inovação terapêutica “tem-nos mostrado isso”, sustenta o clínico, concluindo que “a Dermatologia – global e nacional – tem estado a liderar diversas áreas da inovação terapêutica”.

Fique a par das novidades em destaque na reunião magna dos dermatologistas europeus, pela voz dos médicos portugueses que marcaram presença no EADV 2019, em Madrid. Assista ao vídeo que se segue.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.