Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa recebe exposição Fundação BIAL – 25 anos
DATA
04/11/2019 15:59:01
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa recebe exposição Fundação BIAL – 25 anos

A Fundação BIAL celebra 25 anos com uma exposição itinerante que vai estar aberta ao público, entre os dias 5 e 15 de novembro, na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

A inauguração vai decorrer, amanhã, dia 5 de novembro, pelas 10 horas, no átrio do Edifício Egas Moniz da Faculdade de Medicina, na presença do curador da exposição e administrador da Fundação BIAL, Daniel Bessa, e do diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Fausto Pinto.                                                                                   

A exposição Fundação BIAL – 25 Anos passa em revista o trabalho daquela que parece ter sido a primeira instituição mecenática portuguesa de carácter privado a dedicar-se às ciências médicas.

Atribuição de Prémios, concursos de Apoios Financeiros a Projetos de Investigação Científica e os Simpósios “Aquém e Além do Cérebro” são as três áreas de atuação da Fundação BIAL. Na exposição é possível constatar como a história da Fundação se construiu e se cruza com a evolução da investigação médica e científica não só em Portugal, mas também no mundo.

No âmbito dos Apoios Financeiros a Projetos de Investigação Científica são já 692 os trabalhos financiados pela Fundação BIAL, envolvendo perto de 1.500 investigadores provenientes de 25 países. O Reino Unido é o país com mais projetos apoiados (202), seguindo-se Portugal (163) e os EUA (111).

O Prémio BIAL de Medicina Clínica já recebeu 672 candidaturas de cerca de 1.700 médicos, cientistas e investigadores de 20 países. Foram distinguidos 276 investigadores, autores das 102 obras premiadas sobre algumas das doenças mais prevalentes e com maior impacto na saúde e na sociedade, caso da diabetes, cancro, Alzheimer, doenças cardiovasculares e reumáticas.

Até ao final de 2020, a exposição vai percorrer vários locais de norte a sul do país, nomeadamente todas as faculdades de medicina portuguesas, bem como algumas instituições europeias e norte-americanas.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas