Relatório OCDE observa aumento de consumo de antidepressivos em Portugal
DATA
07/11/2019 12:49:40
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Relatório OCDE observa aumento de consumo de antidepressivos em Portugal

Segundo o relatório sobre o setor da saúde da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), divulgado hoje, Portugal é o quinto país da OCDE com maior consumo de antidepressivos.

A tendência é generalizada. De acordo com o documento, no conjunto dos 30 países analisados, o número de consumo de antidepressivos duplicou entre 2000 e 2017, atingindo uma média de 63 doses diárias por mil pessoas.

Em Portugal, o aumento foi maior, mais do que triplicando: em 2000, o consumo era pouco mais de 30 doses diárias por mil pessoas, enquanto em 2017 atingia as 104. Com maiores consumos surgem apenas a Islândia, o Canadá, a Austrália e o Reino Unido. O país com o menor valor é a Letónia.

O indicador “dose diária” representa a média indicada por dia para um medicamento utilizado por adultos na sua principal terapêutica.

O relatório, “Health at a Glance 2019”, refere que este incremento pode ser explicado pelas melhorias no reconhecimento e diagnóstico da depressão, pela disponibilidade de terapias e pela evolução de guias de orientação clínica.

Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo
Editorial | Jornal Médico
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo

A dimensão das listas de utentes e a Carreira Médica são duas áreas que vão exigir, nos próximos tempos, uma reflexão e ação por parte dos médicos de família.

Mais lidas