SPMS e APAH lançam ciclo de webinars sobre a “Transformação Digital na Saúde”

Os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) e a Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) lançam um ciclo de 12 webinars – webconferências em formato de seminário online – sobre o tema “Transformação Digital na Saúde”. O primeiro webinar é já no próximo dia 10 de dezembro.

A iniciativa, cujo objetivo é promover e disseminar conhecimento e destacar as oportunidades trazidas com a transformação digital na saúde, é dirigida a todos os profissionais do setor, investigadores, académicos, estudantes e demais interessados.

O ciclo de 12 webinars irá decorrer até o final de 2020 e cada um terá a duração de uma hora. Neste formato, a participação de todos os intervenientes é possível através da colocação de questões em direto. Os temas, preliminares, irão versar-se sobre a cibersegurança, comunicação e transformação digital, inteligência artificial, gestão e tecnologias inovadoras não-clínicas, desafios digitais no setor da saúde, qualidade dos dados, entre outros.

Para iniciar o ciclo, no dia 10 de dezembro às 15h, o 1º webinar será dedicado à “Liderança digital ENESIS 20-22”, contando com o presidente dos SPMS, Henrique Martins, como orador e com a moderação da coordenadora do Grupo de Trabalho da APAH para a “Gestão da Informação em Saúde”, Teresa Magalhães.

A participação é gratuita, mas está sujeita a pré-inscrição, havendo lugares limitados. Para o webinar inaugural, a marcação estará a decorrer até ao dia 5 de dezembro, carecendo de confirmação por via email até 48h antes do início do webinar.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas