Unidade de Saúde do Nordeste procura melhorar a gestão de cuidados de saúde da mulher
DATA
05/12/2019 16:27:58
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Unidade de Saúde do Nordeste procura melhorar a gestão de cuidados de saúde da mulher

No sentido de reforçar a qualidade dos cuidados na área da gestão da saúde da mulher, o departamento de Cuidados de Saúde Primários da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste desenhou uma estratégia, nomeadamente a nível de acompanhamento de saúde materna.

Deste plano constam as medidas de reforçar a importância dos registos adequados e de justificar devidamente as não conformidades e o agendamento das Revisões de Puerpério no intervalo recomendado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), para além do envidamento de esforços junto das unidades hospitalares para os timings serem adequados.

As medidas, a serem adotadas, irão traduzir-se numa melhoria dos cuidados prestados aos utentes da ULS Nordeste, incluindo o apoio na amamentação, no planeamento familiar, no rastreio de patologias com o cancro da mama e o cancro do colo do útero e na deteção e acompanhamento de eventuais casos de violência doméstica.

No âmbito da nova estratégia, já se realizou uma auditoria interna aos processos clínicos correspondentes às grávidas cujo parto ocorreu no primeiro semestre de 2019, decorrentes das consultas de vigilância de Saúde Materna.

A auditoria, com base no Programa Nacional para a Vigilância da Gravidez de Baixo Risco e as Normas nº23/2011 e nº37/2011 da DGS, pretendia avaliar e garantir a qualidade dos procedimentos e registos do programa de Saúde Materna a nível do SClínico e promover a qualidade da vigilância em Saúde Materna junto dos profissionais.

COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas