Primeira conferência online sobre fibromialgia para debater dificuldades sentidas pelos doentes
DATA
27/12/2019 15:42:49
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Primeira conferência online sobre fibromialgia para debater dificuldades sentidas pelos doentes

Sob o tema “Será fibromialgia?”, a 1ª Conferência Interativa sobre Fibromialgia irá ocorrer este sábado durante as 11h e as 12h. A cargo do reumatologista e diretor científico da plataforma MyFibromyalgia, José António Pereira da Silva, a sessão procura responder às dificuldades sentidas pelos doentes perante alguns dos sintomas indicadores da patologia.

Afetando cerca de 250 mil pessoas, a fibromialgia é uma doença crónica dez vezes mais frequente em mulheres e que se inicia, geralmente, entre os 30 e os 50 anos. Com o intuito de dar a conhecer mais sobre esta patologia, é assim criado o Instituto Virtual de Fibromialgia – MyFibromyalgia – como ferramenta clínica online de apoio técnico, dado por um grupo multidisciplinar de profissionais de saúde com formação específica para o fim, segundo as últimas guidelines e boas práticas europeias.

O projeto, que pretende ser diferenciador no que diz respeito às soluções alternativas de tratamento existentes, propõe uma orientação terapêutica baseada na observação clínica e científica de que o stress, tipicamente associado a uma personalidade tensa e perfecionista, tem um papel decisivo no aparecimento e na evolução da doença.

Desse modo, colocando a felicidade na linha da frente, José António Pereira da Silva afirma que a plataforma “oferece uma variedade de instrumentos que procuram ajudar o doente a conhecer a melhor forma de diminuir o stress, aumentar o seu bem-estar e tranquilidade, promovendo a diminuição progressiva dos sintomas que potenciam a doença”.

Desde informação atual sobre a doença, ferramentas de rastreio, até à descrição dos serviços disponíveis e ao acesso a testemunhos reais de doentes, a MyFibromyalgia disponibiliza ainda, através de subscrição, cursos, recomendações personalizadas, aconselhamento individualizado através de consultas virtuais e um fórum de discussão e partilha.

A conferência online é limitada a mil utilizadores e aceitam-se questões até ao fim do dia de hoje, através desta hiperligação.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas