Associação Nacional de Estudantes de Medicina tem nova presidente
DATA
09/01/2020 16:26:39
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Associação Nacional de Estudantes de Medicina tem nova presidente

Mar Mateus da Costa é a nova presidente da Direção da Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM), tomou posse no dia 22 de dezembro na Escola de Medicina da Universidade do Minho, em Braga.

Natural de Setúbal, a estudante na Escola de Medicina da Universidade do Minho, é finalista do mestrado integrado em Medicina e está a desenvolver um projeto em neurocirurgia.

A Direção da ANEM, no futuro mandato, pretende reforçar a participação da associação na política educativa nacional e na ligação dos seus alunos à comunidade. Mar Mateus da Costa refere que a nova equipa vai “desenvolver estratégias integradas dos recursos médicos e proceder ao levantamento de problemas nos vários cursos de saúde”.

É também objetivo da nova presidente “aproximar os estudantes de medicina da sociedade civil”, uma vez que “parte dos problemas dos estudantes são, também, consequência de desafios do Serviço Nacional de Saúde”.

Mar Mateus da Costa é dirigente da ANEM desde 2016. Foi senadora, tesoureira e, em 2019, presidiu ao conselho fiscal da associação. Integrou a organização do “Minho Medical Meeting” e foi Presidente do Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade do Minho.

A ANEM foi fundada em 1983 e representa mais de 12.000 estudantes de Medicina em território nacional e internacional, através dos seus oito associados nas escolas médicas portuguesas. A sua principal missão é advogar pela defesa da qualidade da educação médica em Portugal e da Saúde em geral. Promove, anualmente, uma ampla oferta de projetos, eventos formativos e estágios nacionais e internacionais.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas