INEM acionou no ano passado mais de 1,3 milhões de meios de emergência
DATA
10/01/2020 10:40:27
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


INEM acionou no ano passado mais de 1,3 milhões de meios de emergência

O Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM acionou no ano de 2019 mais de 1,3 milhões de meios de emergência para dar resposta a situações de doença súbita ou trauma, segundo um balanço hoje divulgado.

Os dados, divulgados no ‘site’ do Portal da Saúde, referem que, no total, os meios de emergência foram acionados 1.339.048 vezes.

Já os quatro helicópteros do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) foram acionados para 963 ocorrências, uma média diária de três missões.

Este serviço do INEM disponibiliza cuidados de Suporte Avançado de Vida (SAV) no local das ocorrências e durante o transporte até às unidades de saúde mais adequadas ao estado clínico dos utentes.

As 44 viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER), distribuídas por todo o território continental, foram ativadas por 97.970 ocasiões, o que significa que diariamente foram acionadas 268 VMER e que cada viatura foi acionada seis vezes por dia.

As ambulâncias de suporte imediato de vida (SIV), tripuladas por um(a) enfermeiro(a) e por um(a) técnico(a) de Emergência Pré-hospitalar (TEPH) e que facultam medidas de cuidados diferenciados, contabilizaram 36.616 ocorrências. Diariamente, as 40 ambulâncias SIV foram chamadas a intervir, em média, por 100 ocasiões.

As 56 ambulâncias de emergência médica (AEM) do INEM foram acionadas, no ano passado, em 140.433 ocasiões, enquanto os motociclos de emergência médica (MEM) foram ativados para 6.110 ocorrências, garantido assim uma chegada mais rápida de um meio de socorro ao local do incidente.

O balanço indica ainda que as quatro ambulâncias de transporte inter-hospitalar pediátrico (TIP), um serviço que se dedica ao transporte de recém-nascidos e doentes pediátricos em estado crítico entre unidades de saúde, efetuaram 1.439 serviços.

Já a unidades móveis de intervenção psicológica de emergência (UMIPE), responsáveis por transportarem até ao local das ocorrências os psicólogos do Centro de Apoio Psicológico e Intervenção em Crise (CAPIC), foram ativadas 610 vezes.

Os dados indicam também que as ambulâncias do INEM sediadas em Postos de Emergência Médica (PEM) das Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa e Corpos de Bombeiros foram acionadas por 880.604 ocasiões.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas