Fórum Médico de Saúde Pública lamenta desconsideração da ministra em período de resposta ao coronavírus
DATA
14/02/2020 11:53:17
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Fórum Médico de Saúde Pública lamenta desconsideração da ministra em período de resposta ao coronavírus

O Fórum Médico de Saúde Pública reuniu as Organizações Médicas da Saúde Pública para discutir o atual contexto de emergência de saúde pública de âmbito internacional.

“Perante a total ausência de resposta por parte da Senhora Ministra da Saúde ao pedido de reunião, com carácter de urgência, as Organizações Médicas da Saúde Pública, reuniram novamente em fórum médico”, explica em comunicado enviado ao Jornal Médico.

O Fórum Médico de Saúde Pública aproveitou ainda para saudar o trabalho dos médicos de saúde pública (MSP) relativamente à preparação e resposta ao surto pelo novo coronavírus e consideram que a atual ocupação de mais de metade do horário de trabalho dos MSP que exercem funções de Autoridade de Saúde, com Juntas Médicas de Avaliação de Incapacidade pode comprometer, com gravidade, a preparação e resposta ao surto pelo novo coronavírus.

Tendo isso em conta, as Organizações Médicas da Saúde Pública, reunidas em Fórum Médico, reafirmam que é urgente repensar o sistema das Juntas Médicas de Avaliação de Incapacidade, “libertando os MSP e as Autoridades de Saúde para funções de proteção da saúde da população e de obtenção de ganhos em saúde, materializando uma das diversas propostas já apresentadas ao Governo”. Igualmente, acreditam ser necessário o “regulamento do suplemento de Autoridade de Saúde (o que não acontece há mais de uma década)”.

O Fórum Médico recomenda, ainda, a concretização e implementação da “consecutivamente adiada Reforma da Saúde Pública, criando uma Comissão de Reforma (à semelhança das outras áreas), fazendo uma reflexão ampla sobre o papel e organização dos Serviços de Saúde Pública portugueses”.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas