Democratização da alimentação saudável é um dos objetivos do “Festival à Roda da Alimentação”
DATA
26/02/2020 10:57:22
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Democratização da alimentação saudável é um dos objetivos do “Festival à Roda da Alimentação”

No âmbito da iniciativa “Lisboa Capital Verde Europeia 2020”, irá decorrer o evento “Festival à Roda da Alimentação”, nos próximos dias 14 e 15 de março, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

Organizado pelo Continente e sob o mote “dois dias para mudar a sua vida”, o evento irá contar com mais de 50 horas de atividades, sendo elas sessões de showcooking, workshops, palestras sobre vida saudável, aulas de fitness, mercado saudável, concertos de música e ainda atividades para crianças.

Para isso, reúne um total de 80 oradores, nacionais e internacionais, com diferentes formações profissionais – chefs, médicos, nutricionistas, escritores, artistas, profissionais de desporto e influenciadores. A funcionar em cinco palcos em simultâneo, o “Festival à Roda da Alimentação” permite o contacto direto e a partilha entre visitantes, marcas e especialistas reconhecidos em diversas áreas.

O programa, que pode ser consultado no site do festival, assenta sobretudo no pilar da alimentação saudável, tendo em vista um consumo consciente e sustentável – e a democratização do conhecimento –, bem como no do exercício físico. No site serão ainda disponibilizadas, em direto por live stream, todas as sessões do palco principal e showcookings. A entrada é gratuita, das 10h às 21h30.

DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Depois de três meses de confinamento é necessário aceitarmos a prudência de DES”confinar sem DISconfinar. Não vamos querer “morrer na praia”! As aprendizagens da pandemia Covid-19 são uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde com uma nova visão e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas