Covid-19: Novartis e empresas das ciências da vida disponibilizam o seu conhecimento e recursos na luta contra a pandemia
DATA
27/03/2020 16:18:49
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Covid-19: Novartis e empresas das ciências da vida disponibilizam o seu conhecimento e recursos na luta contra a pandemia

A Novartis e um consórcio de empresas da área das ciências da vida juntaram-se para acelerar o desenvolvimento, fabrico e disponibilização de vacinas, métodos de diagnóstico e tratamentos para a Covid-19.

As empresas vão disponibilizar bens, recursos e o seu know-how para ajudar a identificar soluções eficazes para enfrentar a pandemia que está a afetar milhões de pessoas em todo o mundo. Os seus efeitos nos sistemas de saúde, economias e meios de subsistência são significativos e uma resposta eficaz requer uma colaboração sem precedentes entre governos, academia, setor privado e filantropia.                  

Como copresidente de um consórcio de empresas na área das ciências da vida, com sede em três continentes, o CEO da Novartis, Vas Narasimhan, afirma: “Sentimos uma enorme responsabilidade partilhada para verificar se existem áreas específicas em que a colaboração entre o setor das ciências da vida e a Fundação Bill e Melinda Gates possa acelerar a descoberta de soluções para esta pandemia. Além das contribuições individuais que as empresas já estão a fazer, a ação coletiva é fundamental para garantir que estudos promissores sobre vacinas, medicamentos e métodos de diagnóstico chegam rapidamente às pessoas afetadas por esta pandemia em todo o mundo”.

Estão a ser realizados testes a medicamentos existentes, a métodos de diagnóstico, compostos e potenciais vacinas em todo o mundo, com o objetivo de identificar soluções capazes de abrandar ou acabar com a pandemia. Os produtos que demonstrarem eficácia neste sentido, exigem a realização de estudos clínicos, bem como um reforço na sua produção e uma capacidade de distribuição em larga escala. O setor das ciências da vida tem uma vasta experiência nestas áreas, fazendo com que os seus produtos cheguem a milhões de pessoas todos os dias.

Segundo o diretor executivo da Fundação Bill e Melinda Gates, Mark Suzman: “é no setor privado que se encontram as capacidades técnicas mais avançadas, desde a descoberta de novas soluções, passando pelos ensaios clínicos, até à sua comercialização. Procuramos aproveitar esse conhecimento e experiência entre os vários parceiros, combiná-lo sempre que possível e perceber, em conjunto com os reguladores nacionais e a Organização Mundial da Saúde, como podemos ajudar a baixar a curva desta pandemia, garantindo que os resultados chegam a todos globalmente, em particular aos que se encontram em maior risco e aos que têm menos recursos”.

Após uma teleconferência com a Fundação Gates no início deste mês, as empresas têm estado a trabalhar para identificar ações concretas que possam acelerar a chegada de tratamentos, vacinas e diagnósticos ao terreno. Como primeiro passo, 15 empresas aceitaram partilhar as suas bibliotecas de compostos moleculares, que contenham já alguma robustez de dados de segurança e atividade, com o Covid-19 Therapeutics Accelerator lançado pela Fundação Gates, Wellcome e Mastercard, para rapidamente se avaliar o seu potencial na luta contra a Covid-19. Aqueles que verifiquem bons resultados nesta fase, avançarão rapidamente para ensaios in vivo, em menos de dois meses.

“Este é um começo encorajador numa área crítica, porque se algum desses compostos for eficaz contra a Covid-19, o seu percurso para aprovação e produção em escala será muito acelerado”, disse Suzman. Embora cada um dos parceiros continue a desenvolver esforços neste sentido em parceria com os governos nacionais e outras entidades, esta parceria é um excelente exemplo para nos mantermos otimistas, e acreditamos que irá criar um caminho para uma colaboração sem precedentes que pode ajudar a resolver esta emergência global de saúde.

Empresas que fazem parte desta parceria: BD, Boehringer Ingelheim, bioMerieux, Eisai, Eli Lilly, Gilead, GSK, J&J, Merck (MSD), Merck (Merck KGaA), Novartis, Pfizer, Sanofi.

Deixar cair com violência o que é desnecessário e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
Deixar cair com violência o que é desnecessário e aproveitar a oportunidade

Assaltar o desnecessário. Rasgar a burocracia. Rejeitar o desperdício. Anular a perda de tempo. As aprendizagens da pandemia serão uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas