Covid-19: Centro Hospitalar Tâmega e Sousa cria app móvel de apoio a saúde mental dos profissionais
DATA
24/04/2020 19:08:34
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Centro Hospitalar Tâmega e Sousa cria app móvel de apoio a saúde mental dos profissionais

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), sediado em Penafiel, desenvolveu uma aplicação móvel para apoiar a saúde mental dos seus profissionais, devido à pandemia de Covid-19.

Designada “MyndPal”, integra o plano de intervenção de saúde mental “em tempos de pandemia covid-19”, tendo sido criada pelo Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do CHTS, em colaboração com o mundo empresarial.

A ferramenta utiliza escalas de avaliação do ‘burnout', ansiedade e depressão, de preenchimento rápido, tendo como objetivo rastrear situações de disfunção emocional e proteger a saúde mental dos profissionais da instituição.

A avaliação é feita uma vez por semana, através de questionários anónimos e de resposta voluntária, de sintomas associados à depressão, ansiedade e ‘burnout’.

Os utilizadores que apresentem sintomas relevantes são convidados para o agendamento de uma consulta de especialidade.

A aplicação apresenta informações para promover a saúde mental e evitar o contágio, facilitando "a sinalização dos casos de risco e a comunicação destes com a equipa multidisciplinar criada para prestar apoio na área da saúde mental".

O CHTS inclui os hospitais de Penafiel e Amarante e tem uma área de influência de 12 concelhos do Tâmega e Sousa, representando cerca de 540 mil habitantes.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas