Covid-19: Consultas não presenciais aumentaram 65% face a 2019
DATA
15/07/2020 16:04:24
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Consultas não presenciais aumentaram 65% face a 2019

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) assegurou "mais de oito milhões de consultas não presenciais", desde o início do ano, representando um aumento de 65% face a 2019, afirmou hoje a secretária de Estado Adjunta e da Saúde.

"Desde o início do ano foram realizadas mais de oito milhões de consultas não presenciais", salientou Jamila Madeira, durante a habitual conferência de imprensa sobre a pandemia da Covid-19 em Portugal.

Segundo a secretária de Estado, este valor representa um aumento de 65% em relação a 2019.

Jamila Madeira referiu também que, desde o início do ano, a linha SNS 24 deu resposta a cerca de 1,4 milhões de chamadas e a plataforma de acompanhamento de doentes Trace Covid registou, em média, cerca de cinco mil utilizadores ativos por dia.

Através dessa plataforma, já foram realizadas 1,45 milhões de vigilâncias por telefone, acrescentou.

De acordo com a governante, estes números mostram a aposta do Governo na utilização dos meios tecnológicos, referindo que, ao abrigo do Orçamento Suplementar, será aumentada a rede de equipamentos existentes nos centros de saúde, com aquisição e entrega de mais kits de telessaúde.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas