Covid-19: Marta Temido diz que dados da taxa de incidência são "sinal encorajador"
DATA
20/07/2020 17:41:48
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Marta Temido diz que dados da taxa de incidência são "sinal encorajador"

A ministra da Saúde, Marta Temido, disse hoje que os últimos dados sobre a taxa de incidência da Covid-19 em Portugal são “um sinal encorajador”, tendo em conta que atualmente está situada em 19% por 100.000 habitantes.

“Um dos indicadores mais comuns que tem sido utilizado na comparação entre os países que é a taxa de incidência nos últimos sete dias, apresenta-se, agora, relativamente a Portugal, em 19% por 100.000 habitantes. É um sinal encorajador porque mostra que Portugal está já abaixo de uma taxa de incidência de 20 por 100.000 habitantes”, disse a ministra na conferência de imprensa sobre a atualização de informação referente à pandemia de Covid-19.

Marta Temido sublinhou que a taxa de incidência dos últimos 14 dias é “ainda de 43,2% por 100.000 habitantes”, o que mostra que é preciso “continuar a prosseguir os esforços”.

A governante disse também que 56% dos 13.533 casos ativos de Covid-19 em Portugal estão na Área Metropolitana de Lisboa, além de ter dado conta que o número de surtos se mantém idêntico ao de sexta-feira.

Segundo Marta Temido, existem 206 surtos ativos, 131 dos quais na Área Metropolitana de Lisboa, 41 na região Norte, 13 no Algarve, 11 no Centro e 10 no Alentejo.

Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?
Editorial | António Luz Pereira
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?

Nestes últimos dias tem sido notícia o número de vagas que ficaram por preencher, o número de jovens Médicos de Família que não escolheram vaga e o número de utentes que vão permanecer sem médico de família. Há três grandes razões para isto acontecer e que carecem de correção urgente para conseguir cativar os jovens Médicos de Família.

Mais lidas