Covid-19: DGS alerta para perigo de contágio em encontros familiares
DATA
10/08/2020 09:51:50
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: DGS alerta para perigo de contágio em encontros familiares

Muitos dos novos surtos de Covid-19 estão relacionados com encontros familiares, em especial na região do Algarve, alerta a Direção-Geral da Saúde (DGS), lembrando que há neste momento 178 surtos ativos em todo o país.

Dos 178 surtos de infeção pelo SARS-CoV-2, mais de metade continua a situar-se na zona de Lisboa e Vale do Tejo (92), seguindo-se o Norte do país, com registo de 45 surtos. No Centro há 11 surtos, 15 no Alentejo e outros 15 no Algarve, segundo dados divulgados pelo subdiretor-geral da Saúde, Rui Portugal, durante a conferência de imprensa de balanço sobre a pandemia de Covid-19.

No entanto, as autoridades estão agora especialmente atentas ao Sul do país: “Todos querem socializar e todos têm risco e é isso que está a acontecer no Algarve”, alertou Rui Portugal. “Os surtos têm, neste momento, uma base sobretudo de cariz familiar”, afirmou Rui Portugal, explicando que são os encontros de pessoas que não vivem juntas que estão a potenciar os novos casos.

“Apesar de serem da mesma família e terem os mesmos apelidos, têm de perceber que se estiverem em núcleos diferentes podem ocorrer contágios de uns para outros núcleos da mesma família”, alertou, pedindo a todos que continuem a manter as regras de distanciamento físico.

Rui Portugal lembrou ainda que o perigo não se circunscreve aos grupos de jovens: “Nesta fase, muita atenção ao risco que ocorre a ajuntamento de caráter mais social, para todas a gerações”. As questões laborais deixaram de “preocupar da mesma forma que preocupavam”, sendo agora substituídas pelos reencontros em tempos de férias.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas