Alberto Mello e Silva: Formato virtual imersivo promete “debate mais direto e rico” durante XXVIII Congresso Português de Aterosclerose

A Sociedade Portuguesa de Aterosclerose (SPA) organiza, entre os próximos dias 12 e 16 de outubro, o XXVIII Congresso Português de Aterosclerose, com o mote “Pontos de viragem na rota do tratamento”.

Devido à pandemia de Covid-19, o evento magno da SPA realiza-se, este ano, em formato digital, uma experiência que o especialista em Medicina Interna e Cardiologia e membro do conselho científico da SPA, Alberto Mello e Silva, reconheceu ao Jornal Médico ser “diferente” e exigir da parte da organização “um esforço acrescido”. Tudo para que o congresso possa, como habitualmente, ser um espaço privilegiado de troca de experiências entre os clínicos, especialistas e profissionais de saúde que nele participam, bem como uma fonte de atualização sobre as mais recentes novidades na área.

O também presidente do XXVIII Congresso Português de Aterosclerose explica que “à ‘natureza polifatorial e multidisciplinar’ da doença aterosclerótica, a SPA estruturou-se com um conceito integrador para ultrapassar as fronteiras científicas dispersas por várias Sociedades Científicas, propondo à comunidade dedicada ao doente com aterosclerose que se reúna, de 12 a 16 de outubro, no formato de congresso virtual imersivo, pensado para ser o mais familiar possível à nossa experiência de congresso físico”.

O habitual modelo de sessões magnas, palestras, mesas redondas, simpósios será mantido e “o debate será, porventura, ainda mais rico e interessante, pois as novas ferramentas digitais permitem-nos uma interação rápida e assertiva, nas nossas sessões em direto, e em deferido”, adianta Alberto Mello e Silva, salientando que “nada do conhecimento que iremos partilhar, se irá perder”.

O XXVIII Congresso Português de Aterosclerose vai realizar-se com a colaboração da Sociedade Europeia de Aterosclerose (EAS) e da Sociedade Internacional de Aterosclerose (IAS), representadas pelos respetivos presidentes. “Esta colaboração é um elemento enriquecedor a que se junta o contributo de sociedades científicas e associações nacionais parceiras nesta luta em prol do doente com aterosclerose para uma ação concertada da SPA na prevenção e tratamento da aterosclerose e outras doenças e condições associadas, e que se reflete nas temáticas escolhidas para este congresso”, refere o médico.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.