Covid-19: Utentes da Saúde do Médio Tejo pedem programação da campanha de vacinação da gripe
DATA
09/09/2020 09:47:16
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Utentes da Saúde do Médio Tejo pedem programação da campanha de vacinação da gripe

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo (CUSMT) alerta para a necessidade de o plano de vacinação da gripe sazonal ser programado atempadamente nos centros de saúde da região e apela à resolução do “problema grave” existente nos lares do país.

O porta-voz deste grupo de utentes, Manuel Soares, falou à agência Lusa no final da reunião realizada ontem com os responsáveis do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo (ACES-MT), no âmbito dos contactos regulares com as estruturas do setor na região.

Na ocasião, a CUSMT quis saber como está a ser preparado o plano de vacinação para o próximo inverno, apelando a que, para evitar constrangimentos perante a possibilidade de haver uma grande afluência, haja uma programação atempada e uma campanha de informação junto dos utentes. Manuel Soares salientou que existem “muito bons índices de vacinação” no distrito de Santarém e disse acreditar que, pelo exemplo dos países do hemisfério Sul que já entraram no inverno, as medidas de prevenção impostas com a Covid-19 poderão, em conjunto com a vacinação, evitar uma "catástrofe".

Na reunião foi ainda abordado o “problema estrutural” que representam os lares e casas de acolhimento de idosos, estruturas da responsabilidade da Segurança Social, mas em que a Saúde surge “na primeira linha”, disse. Em particular, referiu o facto de os médicos de família não poderem fazer assistência ao domicílio nestas estruturas, o que leva a que, quando ficam doentes, os idosos sejam encaminhados para as urgências dos hospitais.

Para a CUSMT, esta é uma questão que tem de ser tratada a nível nacional, sugerindo que os apoios concedidos, no âmbito da Covid-19, às famílias que ficam com os filhos em casa possa ser aplicado também às que ficam com os idosos.

Manuel Soares afirmou que as equipas criadas no âmbito da covid-19 mantêm contactos semanais com as instituições, não se tendo registado recentemente nenhum surto da doença em lares do Médio Tejo.

Sublinhando que todos os profissionais dos lares da região foram testados, numa iniciativa que envolveu o CHMT e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, o porta-voz da CUSMT afirmou que têm vindo a ser feitos testes por amostragem, dando alguma garantia de que a situação está a ser monitorizada.

A questão dos equipamentos de proteção individual dos profissionais de saúde foi outro assunto em debate, tendo sido feito um apelo à resolução dos “problemas logísticos” que se têm verificado, dado que o ACES-MT conta com 90 instalações.

O porta-voz da CUSMT disse ainda esperar que sejam preenchidas as 10 vagas do concurso aberto para colocação de médicos de família na região, salientando o facto de nove clínicos se terem reformado este ano.

Uma oportunidade de ouro
Editorial | Nuno Jacinto
Uma oportunidade de ouro

O ano que agora terminou foi sem dúvida atípico, fora do normal e certamente ficará para sempre na nossa memória individual e coletiva. Mas porque, apesar de tudo, há tradições que se mantêm, é chegada a hora de fazer um balanço de 2020 e perspetivar 2021.

Mais lidas