Covid-19: Governo garante que atualmente “não há qualquer pressão” nos serviços de saúde
DATA
15/09/2020 09:20:43
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Governo garante que atualmente “não há qualquer pressão” nos serviços de saúde

O secretário de Estado da Saúde garantiu que neste momento “não há qualquer pressão” nos serviços de saúde, estando os internamentos e as unidades de cuidados intensivos com doentes Covid-19 “muito longe” da sua capacidade máxima.

“Estamos muito longe felizmente e, para já, de qualquer pressão quer sob os internamentos, quer sob as unidades de cuidados intensivos”, disse ontem António Lacerda Sales, na conferência de imprensa regular de atualização dos números da Covid-19 em Portugal, após ter sido questionado sobre a capacidade dos serviços de saúde.

O secretário de Estado precisou que, das 21.500 camas, existem hoje “pouco mais de 400 internamentos” com doentes Covid-19.

No caso dos internamentos nas unidades de cuidados intensivos, o governante afirmou que, neste momento, a taxa de ocupação ronda os 65% a 66% e, destes, 18% correspondem a ocupação Covid-19.

“Não me parece, em função destes números, que se possa falar sequer em pressão sob as camas de internamento”, frisou Lacerda Sales.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas