Dia Nacional do Farmacêutico: promessa do aumento da cobertura de vacinas

No âmbito do Dia Nacional do Farmacêutico, que se assinala amanhã dia 26 de setembro, “os farmacêuticos assumem o compromisso de promover o aumento da cobertura vacinal, em especial junto dos grupos de risco”.

Para assinalar a efeméride, a da Secção Regional do Norte da Ordem dos Farmacêuticos (SRN-OF), em virtude da pandemia de Covid-19, tomou a iniciativa de preparar uma Sessão Solene Comemorativa virtual, com transmissão online, a partir das 18 horas, através do seu canal YouTube "Norte Farmacêutico".

“A sessão do Dia do Farmacêutico contará com as participações da ministra da Saúde, Marta Temido, da bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, e do presidente da SRN-OF, Franklim Marques, ficando também marcada pela transmissão do concerto "Musical Broadway", a cargo da Banda Musical de Rio Mau”, pode ler-se no comunicado.

A Ordem dos Farmacêuticos relembra ainda, no comunicado, “que a campanha de vacinação contra a gripe sazonal 2020-2021 tem inicio na próxima segunda-feira, dia 28 de setembro, abrangendo numa primeira fase os residentes, utentes e profissionais das Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI), de outros estabelecimentos com respostas sociais e da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), bem como as grávidas e profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

No comunicado por ler-se ainda que, “a OF continuará assim a homenagear os farmacêuticos que este ano completam 50 anos de dedicação à profissão, distinguindo também os novos farmacêuticos que obtiveram as classificações mais elevadas nos Mestrados Integrados em Ciências Farmacêuticas lecionados no nosso país”.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas