Covid-19: Urgências do Centro de Saúde de Estremoz encerram devido a sete casos positivos
DATA
16/10/2020 11:15:24
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Urgências do Centro de Saúde de Estremoz encerram devido a sete casos positivos

O Serviço de Urgência Básica (SUB) do Centro de Saúde de Estremoz (Évora) encerrou ontem à tarde devido à existência de sete casos positivos de Covid-19, na unidade de saúde, disse o presidente do município, Francisco Ramos.

O autarca indicou à agência Lusa que o SUB do centro de saúde local fechou para desinfeção, devido a este foco de Covid-19, que envolve sete pessoas infetadas, entre médicos, enfermeiros e auxiliares.

Francisco Ramos explicou que os doentes que se deslocarem ao SUB de Estremoz vão ser encaminhados para as urgências do hospital de Évora.

O presidente do município referiu ainda que está prevista a reabertura do SUB do centro de saúde, no próximo domingo, às 08:00.

Contactada pela Lusa, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, confirmou, através do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central, apenas seis casos positivos da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 no Centro de Saúde de Estremoz.

A fonte da ARS do Alentejo indicou que os seis profissionais de saúde infetados são três enfermeiros, dois auxiliares e um médico.

A mesma fonte adiantou ainda que além do SUB, encerrou também a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados, daquela unidade de saúde, para "descontaminação" e "até novas orientações".

Mantém-se em funcionamento, naquele centro de saúde, a Unidade de Saúde Familiar e a Unidade de Cuidados na Comunidade, de acordo com a fonte da ARS do Alentejo.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas