Barcelos investe 682 mil euros em duas extensões de saúde
DATA
23/10/2020 16:10:08
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Barcelos investe 682 mil euros em duas extensões de saúde

A Câmara de Barcelos vai investir mais de 682 mil euros nas extensões de saúde de Fragoso e Sequeade, estando neste momento a decorrer os procedimentos de contratação pública para as obras, anunciou o município.

Em comunicado, o município refere que, no caso da extensão de Fragoso, que conta com cerca de 3.700 utentes inscritos, o valor do investimento é de 462.538 euros.

O objetivo é requalificar o edifício de uma antiga escola primária, propriedade do município, para a instalação da extensão, passando ainda o investimento pela aquisição e instalação de equipamentos.

“As atuais instalações não correspondem às exigências de qualidade do serviço, pelo que se torna premente uma resposta ao nível das instalações, de acordo com o mapeamento dos investimentos prioritários em infraestruturas de saúde no concelho, contribuindo, assim, para a melhoria e consolidação da rede de cuidados de saúde primários”, refere o comunicado.

Por outro lado, as atuais instalações da extensão de Saúde de Sequeade serão alvo de um investimento global de quase 221 mil euros, para melhorar as condições físicas e o equipamento, “garantindo as condições adequadas para o funcionamento dos cuidados de saúde”.

O investimento será financiado em 85% por parte do Programa Operacional Norte 2020.

“Apesar da responsabilidade dos investimentos nos cuidados de saúde primários competirem ao Ministério da Saúde, o Município de Barcelos chamou a si a realização das obras tendo, para o efeito, elaborado protocolos com a Administração Regional de Saúde do Norte”, refere ainda o comunicado.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas